22 de mar de 2018

TEM AGROFLORESTA PRÁ TODO LADO!!!

A imagem pode conter: texto e comida
Contato: André Cerveny
Mutirão agroflorestal no Caaeté 
Participação livre e gratuita
Chegar a partir das 8:00 
Café da manhã e almoço coletivos
Vir com chapéu, botas e roupas de roça
Se possível, trazer ferramentas extras e alimentos para compartilha



Contato: Michel Bottan (12) 99708-5952
Participação gratuita
Domingo, 1 de abril às 7:00 – 17:00
Próxima semana20—29° Tempestades

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Contato: Valdir Martins
1 de junho – 3 de junho
1 de junho às 9:00 a 3 de junho às 16:00
INVESTIMENTO
R$ 550,00 (para pagamento até 20/04)
R$ 600,00 (para pagamento até 20/05)
R$ 650,00 (para pagamentos a partir de 20/05)

FACILITADOR
Namastê Messerschmidt, Consultor Agroflorestal, possui experiência técnica e prática na implantação e manejo de Sistemas Agroflorestais, assim como Instrutor de Cursos de Iniciação e Avançado de Agrofloresta, aplicando no seu dia a dia os ensinamentos de Ernst Gotsch, no qual tem seguido seus passos por cerca de 18 anos.
Apoiando diversos importantes projetos no Brasil como escrevendo e fazendo consultoria para o projeto Cooperafloresta, como também para o assentamento Mario Lago, escrevendo o livro e panfletos para o Projeto Agroflorestar, fazendo consultoria no Instituto Oca, e também na Fazenda da Toca, dando cursos em todo Brasil pela Simbiose agroflorestal, e mais ao redor do mundo.


PÚBLICO-ALVO
Todas e todos que se interessam por Agroecologia e por técnicas de planejamento, implantação e manejos de hortas agroflorestais.

CONTEÚDO
Durante estes dias os participantes terão foco em atividades práticas juntamente com base teórica onde irão trabalhar os seguintes tópicos:
- Princípios da Agrofloresta
- Preparo do solo e adubação
- Plantio com sucessão vegetativa no espaço e tempo
- Desenvolvimento e consórcios de espécies vegetais
- A função da poda como acelerador de processos
- Prática de implementação de agrofloresta

Tanto as atividades práticas quanto os estudos teóricos do curso serão mediados pelo consultor agroflorestal Namastê Messerschmidt e pela família agricultora, que reside e trabalha no Sítio Ecológico, com o apoio de uma equipe técnica interdisciplinar com experiência em Agroecologia e sistemas agroflorestais.

VAGAS
30

LOCAL
Sítio Ecológico
Rua Pardal, Lote 3
Assentamento Nova Esperança
Estrada Pedro Moacir de Almeida, São José dos Campos -SP.

23°04'58.3"S 45°49'24.3"W

FORMULÁRIO
Mais informações e inscrições acesse o link:
https://goo.gl/forms/oWJLfjdE5uwUCOwG2

Após preenchimento do formulário, deverá ser pago o valor da inscrição conforme tabela abaixo:

O valor inclui alimentação vegetariana completa e área de acampamento.

O pagamento poderá ser parcelado ( parcelas: 20/03, 20/04 e 20/05), com o valor correspondente ao segundo lote (R$600,00). Para mais detalhes, contate-nos pelo e-mail sitioecologicosjc@gmail.co ou pelo telefone: (12) 99728-5639 (Priscila).


Saiba mais sobre o Sítio Ecológico:
https://www.facebook.com/Sítio-Ecológico-511536269016041/

22 de jan de 2018

1º Encontro Rede agroflorestal 2018

Co-relações agroflorestais Vivência Paraty - Sitio São José/Zé Ferreira
Mutirão agroflorestal no lote da Dalva / Maria Severiana, Assentamento Nova esperança, São José dos Campos/SP.  Imagem: Lucas Lacaz Ruiz

Este evento é restrito aos convidados e marca o encerramento do circuito de vivências nas áreas de referência dos núcleos da Rede Agroflorestal, iniciado em setembro de 2017, e formaliza o núcleo Paraty, tendo como área de referência a unidade de produção familiar do Sr. José Ferreira.
O objetivo é... proporcionar o intercâmbio de saberes e práticas dos agricultores da rede e envolver outros agricultores da região, que ainda não conhecem os SAF ou que conhecem sistemas em processos iniciais, apresentar um sistema já consolidado e em constante mudanças, por meio dos manejos empregados pelos planejamentos do Zé Ferreira em sua área situada na densa floresta atlântica na Serra do Mar, e assim quais técnicas ele se utiliza e como realiza seus processos de produção desde o plantio inicial até o beneficiamento e comercialização.

Esse encontro também objetiva a articulação da Rede Agroflorestal, a criação da prévia do calendário de  atividades em 2018, visando interligar os produtores agroflorestais, fortalecer a cadeia de produção bem como a assistência técnica participativa, e identificar demandas, gargalos e pontos frágeis onde necessitam-se de atuações dos atores da Rede Agroflorestal, para que a produção em SAF ganhe espaço e os produtores possam dar continuidade na conquista pela sustentabilidade e soberania, tornando nossos sistemas integrados, biodiversos, abundantes e com sanidade, buscando oferecer alimentos de alto valor biológico à população, bem como contribuir para a restauração e a conservação dos agroecossistemas e ecossistemas nas regiões de atuação.

Lista dos integrantes do encontro:
Nucleo frente vale Nucleo médio vale Núcleo fundo do vale Núcleo serra mar
1)Doni 7)Binha 16)Tales 19)Cristiane
2)Valdir 8)Paulo 17)Dani 20)Fú
3)Lucas 9)Valdir 18)Despertar do Gigante 21)Silvério
4)Nova Esperança 10)Andrea 19)Livia 22)Cicero
5)Pupa 11)Zé 23)Célia
6)Lucas L 12)Claudio 24)Eduardo
13)Marilda 25)Anderson
14)Antonio 26)Mariana
15)Marcelo 27)Glberto
29)Tainara

Convidados:
EMATER-RJ
Akarui-SLP
Serra Acima-Cunha
APTA-Pindamonhangaba
Instituto AUÁ
Fazenda Nova Coruptuba
Sitio Terra de Sta Cruz.

Programação :
Sábado- 27/01
• 16h-19h /Acolhimento café da tarde
Café,sucos, pães, bolos, frutas – levar contribuições;
• 20h Apresentação dos participantes e objetivos do encontro;
• 21h – Janta: Arroz, feijão, abobora refogada com orapronobis e salada de alface, palmito e fruto de pupunha, suco limão cravo.
• 22:30 –chá camomila recolhimento

Domingo 28/01
• 6h- Alvorada e alongamento
• 6:30h café da manhã: Cuscuz massa puba, inhame cozido, chocolate?(Zé), mel, café, suco limão cravo hortelã.
• 7h inicio dos trabalhos (Zé detalhar)
• 11h fechamento e avaliação.
• 12h almoço: arroz, feijão, farofa de guandu e mandioca frita, salada de alface, fruto de pupunha cozido.
• 14h inicio dos trabalhos período tarde(Zé?)
• 17h café da tarde : Tapioca/ crepioca/ chapati - salgadas e doces. Suco limão capim cidrera e café.
• 19h- Roda de conversa: Agroecologia X Agronegócio –sustentabilidade soberania e saúde.
• 21h- Janta: arroz , feijão, bolinho de mandioca, farofa de couve, cenoura, bertalha e salada de alface e chuchu cozido, suco de manga com hortelã.
• 22:30-chá capim cidrera/recolhimento

Segunda 29/01
• 7h- alvorada e alongamento
• 7:30h- café da manhã : Mandioca cozida, bolo de mandioca, tapioca de mandioca, café, suco de manga com cidrera, frutas-banana e manga.
• 8h – inicio dos trabalhos (Zé?)
• 10h- Roda de conversa economia solidaria, trocas e desafios da comercialização.
• 12h –considerações finais e montagem do calendário prévio de atuações da rede e dos núcleos.
• 13h – almoço : arroz diferenciado, feijão, abóbora refogada com legumes e salada de pancs com palmito. Suco de limão cravo com manga.
• 15h- Encerramento/trocas de sementes e mudas e despedida.

Lista de alimentos a serem contribuídos pelos participantes;
Arroz -4 pct de 5 kg
Feijão – 6 pct de1 kg
Sal 1kg
Farinha de mandioca 2 kg
Alho- 500gr
Cebola-1 kg
Óleo de girassol- 2 l
Açúcar 2 kg
Café 2 kg
Polvilho 2kg
Trigo 2 kg
Farinha de milho 2 kg
Papel higiênico 8 rolos
Sabão em pedra neutro 2 barras
Escova de banheiro 1 un
Esponjas 4 un


Organização: Thiago Coutinho
Confirmações/Contatos: https://www.facebook.com/events/1754394428201749/?notif_t=plan_user_invited&notif_id=1516551534948403

8 de dez de 2017

MUTIRÃO AGROFLORESTAL Ribeirão Grande-Pindamonhangaba.


Data:15/12/2017
Local: fazenda Boa Esperança-Estrada Jesus Antonio de Miranda nº13000
Implantação de sistema agroflorestal com foco inicial em horticultura -
Equipe de trabalho que participou do Mutirão no Assentamento Olga Benário, Tremembé, SP faz a chamada para o mutirão na Fazenda Boa Esperança, no Ribeirão Grande em Pindamonhangaba.
Programação:
-8h café da manha participativo
-8:45 apresentação participantes.
-9h Breve explanação sobre funcionamento dos SAF's e apresentação de planejamento prévio de produção, com vistas a curto, médio e longo prazo/ Argumentação sobre atuação da empresa de celulose FIBRIA e suas atividades de produção na comunidade.
-9:45h- Definição do desenho do sistema a ser implantado, e divisão das frentes de trabalho.
-10h-Execução da força trabalho em mutirão.
-12h-Avaliação das atividades.
-12:30-Almoço agroecologico
-14h troca de sementes e mudas; elaboração Prévia de documento sobre atuação da Fibria.(bate papo sobre articulação SPG Vale do paraíba -certificação participativa)

Localização da Fazenda Boa Esoerança, nº13.000, Estrada do Ribeirão Grande, Pindamonhangaba/SP

-O que levar?
-Contribuições saudáveis para café da manhã.(Obrigatório)*
- Ferramentas(enxada,enxadão,cavadeira,facão.)Se possível*
-sementes e mudas para troca(se possível)*


Fazer reservas pelo telefone/whatsapp:(obrigatório)*
12-997320603-Andrea Seixas Palma Montini


Realização:
  



RELATO FOTOGRÁFICO

MUTIRÃO AGROFLORESTAL - SÍTIO BEIJAFLORA, ASSENTAMENTO OLGA BENÁRIO TREMEMBÉ, SP

Data:01/12/2017


Ferramentas utilizadas no plantio de SAF.

Identificação e troca de sementes crioulas utilizadas no plantio.

Agente de transformação social: o mutirão contou com a participação de muitas crianças do Assentamento Olga Benário, que aplicam os conhecimentos obtidos nos mutirões desde o ano de 2013.

Restauração ambiental com SAF em 2000m² de solo arenoso declividade ondulada situado acima de reservatório de água.

Plantio de linhas de abacateiro alternados com manga e árvores nativas para madeira e poda.

Entre as linhas de frutas/árvores plantou-se linhas de frutas nativas de porte baixo alternadas com árvores nativas para poda. Entre todas as linhas plantou-se adubação verde: crotalária, mamona, guandu e outras espécies.

Café da manhã e almoço reforçados com alimentos agroecológicos da roça.


Mensagem da camisa do Valdir Nascimento, idealizador do projeto:
"A doação de sangue pode salvar o próximo!".